O que é yôganidrá

Agende sua experiência

Inscreva-se na nossa newsletter

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

O que é yôganidrá

Larissa Luna

Larissa Luna

Relaxar é uma necessidade humana e muito importante no contexto de qualquer atividade, tanto corporal quanto intelectual. Após um esforço, sem um momento de repouso na sequência, a assimilação dos benefícios relacionados a atividade em questão se torna precária.

O yôganidrá vai muito além do simples relaxamento físico. É o momento onde o corpo absorve o que foi aprendido durante a aula. Leva a consciência a vários níveis do processo mental e prepara a mente para a meditação. Durante o yôganidrá, é possível baixar a frequência das ondas cerebrais e ainda permanecer consciente.

Nosso cérebro funciona através de impulsos elétricos (sinapses). A frequência das ondas muda conforme a atividade cerebral ou estados de consciência, e dividem-se em quatro frequências distintas:

Beta

Faixa entre 13 e 30 HZ por segundo, é a faixa da atenção, acuidade visual e coordenação. É o momento em que estamos alertas e concentrados, prontos para o aprendizado, análise de informações e o trabalho.

Alfa

Faixa entre 7 e 13 HZ por segundo, é o momento que precede o sono, onde ficamos semiconscientes. É o estado de consciência relaxado, onde é possível acessar a auto percepção e os processos internos. Está associada à criatividade, memorização, pensamento abstrato e imaginação.

Theta

Faixa entre 4 e 7 HZ por segundo, é o nível mais profundo do relaxamento, onde a atividade cerebral está quase ao nível do sono. Pode-se chamar de nível consciente interior e é quando aparecem imagens inconscientes que não se sabe como surgem. Permite a reprogramação mental e o acesso a memórias esquecidas.

Delta

Faixa entre 1 e 4 HZ por segundo. É a frequência do sono profundo e reparador. Quando é produzido o hormônio do crescimento. Nesse momento são feitas as regenerações celulares e acontecem os processos de recuperação do corpo. O cérebro acessa o inconsciente e a intuição.

Após entender os estados de consciência, é possível perceber o que acontece durante o yôganidrá.

Ao acessar estados de consciência profundos estando acordado, é possível reprogramar-se mentalmente.

Durante o yôganidrá é possível reprogramar seus condicionamentos, suas impressões mentais, as memórias, ou ainda o conjunto de impressões fundamentais da consciência e suas respectivas influências acumuladas através das experiências de vida.

Ou seja, é perfeitamente possível reconstruir uma nova percepção mental durante o yôganidrá, fazendo com que alguns comportamentos sejam substituídos, reprogramando a mente para aquilo que se deseja alcançar.

Como aproveitar melhor esse momento e reprogramar a mente durante o yôganidrá?

– Esvazie sua mente;

– Descontraia todo seu corpo;

– Permaneça imóvel;

– Deixe o estado de consciência desperto;

– Vá para o estado de consciência de sono profundo;

– Permaneça desperto no estado do sono;

– Mentalize com riqueza de detalhes aquilo que você deseja.

Você pode aproveitar esse momento para visualizar mudanças em sua vida em qualquer aspecto. Com a prática constante é possível perceber o quão poderoso pode ser esta técnica.

Aproveite o yôganidrá para revitalizar seu corpo e sua mente, absorver os benefícios da prática, visualizar seus planos e melhorar aspectos que você gostaria de transformar, trazendo à tona suas melhores qualidades para reconstruir comportamentos que te sabotam.