Autoconhecimento na prática

Agende sua experiência

Inscreva-se na nossa newsletter

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Autoconhecimento na prática

Larissa Luna

Larissa Luna

Conhecer-se é libertar-se para ser quem de fato você é!

É deixar vir à tona a sua verdade sem as interferências ou ruídos externos. É entender a sua essência e permitir que seu corpo, suas emoções e sua mente o conduzam aos seus sonhos e projetos com mais leveza e assertividade.

A tomada de percepção de processos sutis despertados pelo nosso Método faz com que você avance para a vida mais preparado em todos os aspectos, de forma que suas decisões e reações se tornem mais lúcidas e menos emocionais.

Algumas técnicas que vão atuar diretamente neste sentido:

Técnicas de respiração

São a chave para o autoconhecimento. Através delas ampliamos nossa percepção, depuramos nosso corpo físico e sutil, agregamos vitalidade e consciência às nossas células, afloramos sensações, trazemos à tona emoções e conhecimentos inconscientes.

Técnicas corporais

Nosso corpo é o veículo de manifestação mais denso da nossa estrutura humana e é através dele que começamos o nosso processo de lapidação. Com as  técnicas corporais você desenvolverá alongamento e flexibilidade, além de força muscular. Você terá um corpo bem trabalhado e estimulado a desafios, o que irá se refletir diretamente na sua saúde.

Reprogramação mental e emocional

Diz respeito a criar moldes emocionais, mentais e lapidar seu mindset para aquilo que você deseja construir em sua vida. Com a frequência do treinamento dos exercícios respiratórios e meditação, das técnicas de alongamento e força muscular,  você  passa a ter mais consciência daquilo que está fazendo. Esse pano de fundo é a chave para o autoconhecimento.

Meditação e mindfulness

Meditar é conseguir obter a parada dos pensamentos, eliminando as distrações dos sentidos e da razão.

É permitir que a consciência se expresse através de um canal mais sutil, mais profundo e mais abrangente, que está acima da mente. Antes da meditação, podemos praticar como fase preliminar, o mindfulness. Nesse sentido, estar presente, constitui a primeira etapa da meditação.