Autoconhecimento

Conhecer a si mesmo é, talvez, uma das tarefas mais complexas do Ser Humano. A busca pelo que existe em nossa essência é o que move a humanidade nas ciências, religiões e filosofias. Há milênios, os primeiros yôgins foram capazes de desenvolver técnicas que permitem ao praticante uma tomada de percepções de processos sutis que conduzem a um entendimento profundo de si mesmo.

Ao praticar Yôga regularmente, avaçamos nessa busca e logramos ter reações e decisões mais lúcidas e conectadas com nossa essência.

Conheça algumas das ferramentas que utilizamos para isso:

Técnicas de respiração: Uma cadência respiratória profunda e ritmada demonstra satisfação, segurança e serenidade. Aprendendo a administrar o ritmo respiratório, modificamos e sutilizamos emoções e interferimos positivamente na qualidade de vida. É também através das técnicas respiratórias que tomamos consciência de que a energia vital que compõe o nosso corpo é a mesma que movimenta o universo, mostrando-nos outra dimensão de nós mesmos.

Técnicas corporais: Nosso corpo é o veículo de manifestação mais denso da estrutura humana e nos permite interagir com o mundo material. Um corpo forte, flexível e saudável é fundamental para que possamos viver em harmonia com tudo o que nos rodeia.

Reprogramação mental e emocional: A prática do Yôga proporciona mais conexão entre o que somos, como sentimos, pensamos e agimos. Ter a mente e as emoções alinhadas com nossos objetivos é fundamental e a prática regular constrói o ambiente interno ideal para que isso aconteça.

Meditação e mindfulness: Meditar é permitir que a consciência se expresse através de um canal mais sutil, profundo e abrangente, que está acima da mente. Para ser capaz de observar esse conhecimento interno, é necessário primeiro vivenciar o estado de mindfulness, a presença plena e, depois, parar as dispersões mentais, eliminando as distrações do sentido e da razão.

Conexão

Corpo, emoções e mente estão interligados. A mente tem uma natureza inquieta e rápida, tende a navegar entre o passado e o futuro, o que interfere nas emoções. Excesso de futuro, por exemplo, gera ansiedade, enquanto excesso de passado pode acarretar em estagnação. O corpo físico, por sua vez, processa as informações do presente e retém as experiências vividas de forma mais profunda, registrando-as de forma que elas fiquem guardadas e manifestem-se de diferentes maneiras.

Na prática do Yôga, o corpo é percebido de maneira expandida, um microcosmo que contém o macrocosmo. Assim, o trabalho corporal permite muito mais do que conquistar força e flexibilidade, permite-nos acessar setores profundos da nossa consciência e expandir nossas percepções utilizando o corpo físico como uma poderosa ferramenta, afinal, ele vem sendo desenvolvido e aprimorado ao longo de milhões de anos, permitindo interações com o mundo e se auto-regulando através de uma sabedoria inata que busca sempre o equilíbrio.

Equilíbrio é a palavra chave por aqui. Buscamos mobilidade, força, flexibilidade, consciência e inteligência corporal, tudo trabalhado de maneira inteligente e agradável, aliando eficiência e prazer ao longo da prática.

Administração do Stress

Na natureza, os seres vivos buscam soluções que demandem menor esforço, em razão de uma economia biológica. Instintivamente, sabem que o dispêndio da vitalidade hoje será cobrado por uma redução da longevidade amanhã.
Para equalizar o esforço feito em determinada tarefa, é necessário um período de recuperação. Se pulamos essa etapa de estabilização entre demanda e reposição energética, pagaremos o preço depois. As consequências podem ser baixos níveis de vitalidade, saúde comprometida, dificuldade para realizar as atividades cotidianas e, a longo prazo, diminuição da expectativa de vida.

Conhecer os mecanismos do stress e ter ferramentas para facilitar o processo de recuperação é fundamental para que possamos gozar de uma vida mais plena, saudável e feliz. As técnicas do Yôga, especialmente respiratórias e de meditação, quando feitas com regularidade, produzem um impacto significativo nesse delicado equilíbrio.

Life Style

Ter um estilo de vida coerente com o que somos, sentimos e queremos é fundamental. De nada adianta adotar um ou outro hábito de maneira isolada, é o somatório de todas as nossas atitudes que produzem resultado. Para viver essa coerência, primeiro é necessário ter claro quais são os nossos valores e que tipo de vibração queremos que ressoe na nossa vida. Depois, o trabalho é o de afinar nossas próprias vibrações, para que encontrem sintonia naquilo que desejamos cultivar e atrair para nós mesmos. A prática regular do Yôga e da meditação são aliados no cultivo de um estilo de vida descomplicado, que prioriza o equilíbrio do corpo, emoções e mente, ao mesmo tempo que nos motiva a buscar aprimoramento e desenvolvimento contínuo, impulsionando a nossa existência a um patamar elevado de satisfação.

Para se aprofundar nos temas:

kama-shuddhi

Detox emocional

A maioria das pessoas se deixa controlar pelo emocional. Todos nós já passamos por momentos em que “perdemos a cabeça”,

Leia mais
conexao detox

Conexão e detox

Estabelecemos comunicação com o mundo exterior através dos sentidos que possuímos: visão, audição, olfato, paladar e tato; recebendo estímulos e

Leia mais

Aprimore seu foco e clareza mental, desenvolvendo intuição e criatividade.

Conquiste seu máximo potencial de desenvolvimento aliando corpo, mente e emoções.

​Silencie sua mente, saia do piloto automático e enfrente os desafios do cotidiano com mais naturalidade, energia e alegria.

Seja o seu projeto pessoal e aprenda a priorizar aquilo que é importante para você.