O poder da mentalização como ação

Agende sua experiência

Inscreva-se na nossa newsletter

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

O poder da mentalização como ação

Larissa Luna

Larissa Luna

O ser humano possui uma gama de habilidades que não utiliza. É bastante difundida a ideia de que usamos apenas 10% de nossa capacidade mental; havendo, portanto, um grande desperdício de faculdades, caso resolvamos assumir esta informação em toda sua abrangência.

A propriedade de mentalizar, por exemplo, é uma dessas capacidades subutilizadas que se esvai com o passar dos anos, na medida em que acumulamos mais cultura e educação. Por este motivo, as crianças conseguem criar imagens mentais com muito mais facilidade do que nós. Para que realizemos o que desejamos, tendo como consequência a ampliação da nossa felicidade, precisamos estar atentos ao rumo do nosso destino. A mentalização contribuirá para que você comece a criar, no plano mental, a realidade que deseja concretizar no plano físico. Ela criará um modelo que norteará suas ações até que o seu objetivo se materialize. Utilizando esta capacidade, estaremos fortalecendo nosso livre-arbítrio e ganhando poder de realização, assumindo de forma menos limitada o comando da nossa vida.

Realizar aquilo que se deseja requer bastante empenho em qualquer campo; desta maneira, devemos utilizar todos os recursos que estejam à nossa disposição para otimizar tal esforço.

A mentalização é cada vez mais utilizada por todas as pessoas que enfrentam grandes desafios como um “simulador” para incrementar a confiança nos momentos cruciais.

Para ter um êxito verdadeiro é preciso utilizar a técnica sabendo que ela contribuirá no processo de realização mas, apenas se for acompanhada por um crescimento interior e pelo desenvolvimento da capacidade técnica. A mentalização, por si só, praticada como algo isolado do processo de desenvolvimento pessoal e da ação no plano físico será inócua.

Ela não produzirá efeito algum caso não esteja acompanhada de um processo de autoconhecimento, que possibilite a você saber se está mentalizando exatamente o que quer e também proporcionará motivação extra para a ação em momentos mais difíceis. O entusiasmo em fazer surge quando você tem convicção que o que deseja realizar é algo realmente genuíno, que você escolheu como missão e ideal de vida e está disposto a lutar por isto com todas as suas forças.

É a imaginação que cria e pode tornar possível qualquer realização. Algo que para a ciência era considerado impossível há pouco tempo atrás, hoje já é realidade. Muitas coisas que agora achamos que não são possíveis de se realizar, em breve tornar-se-ão realidade pois, há pessoas criando arquétipos mentais para que elas aconteçam. Há muita gente acreditando em sonhos que tornarão nossas vidas melhores. E você?