Gestão emocional e controle da ansiedade

Agende sua experiência

Inscreva-se na nossa newsletter

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no print

Gestão emocional e controle da ansiedade

Ana Egloge

Ana Egloge

Você sente ansiedade?

Talvez você tenha respondido sim a esta pergunta. Atualmente, cerca de 70% das pessoas estão estressadas e 33% da população mundial apresenta ansiedade. As pessoas hoje estão cada vez mais aceleradas. Corre-se muito, o tempo parece não ser mais suficiente para tantos compromissos e tarefas, e os pensamentos estão a mil por hora.

Assim, a mente humana tem se tornado um macaco louco pulando de galho em galho. Com isto, tem havido o aumento excessivo da ansiedade.

Esta, que deveria ser normal e sob controle, torna-se, muitas vezes, desgovernada e patológica. Estamos usando nossa liberdade para gerir nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos, em busca de equilíbrio emocional? Ou estamos sendo escravos dessa correria?

A ansiedade é uma reação normal aos mais diversos desafios da vida, mudanças e novas experiências. É uma vivência que todos já sentiram. É um sentimento de tensão e apreensão, que pode vir acompanhado até de sintomas físicos.

Funciona como um sinal de alerta, servindo para avisar sobre um perigo iminente, e que possibilita a tomada de decisões para enfrentá-lo.

SINTOMAS GERAIS DA ANSIEDADE

·       Apreensão

·       Nervosismo

·       Impaciência

·       Irritabilidade

·       Medo

·       Preocupações exageradas

·       Pensamento acelerado

SINTOMAS FÍSICOS DA ANSIEDADE

·       Palpitações

·       Falta de ar

·       Cefaleia

·       Dores no corpo

·       Tremores

·       Sudorese

·       Tontura

·       Inquietude

·       Calafrios

·       Formigamentos no corpo

·       Insônia

·       Cansaço

A pessoa não irá, necessariamente, apresentar todos os sintomas descritos. Mas, na medida em que piora, mais sintomas surgem, mais intensos estes se tornam e mais sofrimento causa no indivíduo.

Devemos nos fortalecer para enfrentar os problemas ou adversidades da vida. Governar nossas emoções, e não sermos governados ou dominados por elas.

CONHEÇA 7 MEDIDAS IMPORTANTES PARA O TRATAMENTO DA ANSIEDADE:

1.     Avaliação médica e tratamento, quando necessário;

2.     Tratamento psicológico, se indicado;

3.     Aprender a gerenciar emoções;

4.     Fazer atividade física regular;

5.     Criar o hábito da meditação;

6.     Ter relacionamentos equilibrados e harmoniosos;

7.     Desenvolver a resiliência.

3 PODEROSOS PASSOS PARA GERENCIAR A ANSIEDADE:

1.     Autoconhecimento.

2.     Gestão das Emoções.

3.     Perseverança.

O autoconhecimento é o primeiro passo para toda conquista interior. Não é possível agir na raiz dos problemas, para a verdadeira superação ou cura, se não identificamos as causas mais profundas que geram os mesmos.

A partir desta viagem interior podemos conhecer nossos medos e aprender a identificar nossas maiores preocupações ou fantasmas que nos assombram. Conseguimos descobrir pensamentos negativos, pessimistas e repetitivos, que acabam por perturbar a nossa mente e, assim, reconhecer nossas mágoas e culpas. Passamos a perceber com mais clareza em quais situações agimos sem pensar de forma reativa.

Você se conhece de fato? Você identificou pensamentos, sentimentos e comportamentos que perturbam e geram mais ansiedade? O segundo passo, após o autoconhecimento, é a gestão das emoções negativas e destrutivas.

Muitas vezes, não podemos evitar a chegada do sofrimento, perda ou decepção. Mas, certamente podemos decidir como vamos lidar com isto.

Diante de um problema, você pode escolher alimentar a tristeza, mágoa e posição de vítima ou você pode escolher enxergá-lo como desafio a ser superado, aprender com ele e seguir em frente. As coisas são simples, somos nós que as complicamos!

Mas, é claro que o fato de ser simples, não significa que seja conseguido sem esforço. Nossa mente possui todo o poder em potencial para nos transformar na pessoa que decidimos ser.

Forte ou fraco, vitorioso ou derrotado, alegre ou triste, calmo ou ansioso. A escolha é sempre nossa! Nossa mente pode ser treinada para gerir pensamentos, sentimentos e ações, a fim de conquistar a paz, equilíbrio e felicidade, merecidos por todos que trabalham para alcançar estas vitórias.

Treinar a mente é identificar e cultivar estados mentais positivos e identificar e combater estados mentais negativos. Não ruminar problemas, perdas e frustrações. As emoções negativas são fontes geradoras de tristeza,  ansiedade, doenças. Já as emoções  positivas são fontes  geradoras de alegria, paz e saúde.

Você tem treinado a sua mente para conquistar o autocontrole e não ser controlado pelas emoções em desgoverno?

Após começar o trabalho de combater pensamentos e sentimentos negativos e alimentar na mente novos pensamentos e sentimentos, positivos e construtivos, é preciso compreender o terceiro passo, fundamental para que você realmente alcance o sucesso desejado: a persistência!

Não adianta nadar … e morrer na praia! É preciso persistir até o fim. A maior vitória na vida é a vitória sobre si mesmo.

Nesta jornada de treinar a mente e gerir as emoções para a conquista do autocontrole, paz e equilíbrio emocional, haverá momentos de dificuldade, dor e solidão. O que determinará o êxito será a persistência em manter-se no caminho, apesar dos tropeços. Não parar ou desistir até conseguir o que se almeja.

Você é perseverante naquilo que realmente deseja?

As pessoas mais felizes são resilientes, flexíveis, criativas, tranquilas, com maior capacidade de suportar problemas e mais facilidade em perdoar. A felicidade é um antídoto natural e eficaz contra a ansiedade. Ser feliz não é não ter problemas, mas sim descobrir que você é mais forte do que eles!